bikenauta

Outubro 12 2013

“A menor distância entre dois pontos é uma reta”. Esse axioma da geometria sempre balizou o esforço do ser humano para ir de um lugar a outro.

Nos idos do século XIX quando o município de Barra Mansa ocupava o que veio a ser Volta Redonda, quem morava em meio do caminho para o arraial que se tornou Getulândia, quando precisava fazer compras na sede da comarca seguia por um caminho que um fazendeiro decidiu acabar fechando-o com diversas porteiras com cadeado. Quem, hoje, olha pelo Google Earth ainda o vê serpenteando entre os morros.

Então, neste dia de N. Sra. Aparecida, sozinho, resolvi passar pela velha estradinha com a minha bicicleta ainda embandeirada para ir à Aparecida. Logo após do bairro Roma, pouco depois da casa de forró Curral tem uma antiga fazenda e adiante uma entrada protegida por duas porteiras com cadeado. É a antiga estrada. Fui mais a frente entrei pelo caminho da fazenda São Luiz, que fica aberto.

Cheguei ao curral e pedi a um rapaz para passar para o caminho que vai para Ataulfo de Paiva. Atravessei a porteira e um córrego e toquei pra diante.

Precisei pular cinco porteiras puxando a bicicleta comigo. Não muito adiante cheguei numa estradinha que já havia passado há muito tempo.

Entrei à esquerda e vim tocando até chegar na porteira que vai sair na Morada do Ventos. Depois foi só seguir pelo trilho bem conhecido. Assim, ao invés de uma longa volta cortei muito chão passando pelo velho caminho... e pela terra dos outros.

publicado por joseadal às 22:04

mais sobre mim
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
25
26

28
29
30


pesquisar
 
Tags

todas as tags

blogs SAPO