bikenauta

Dezembro 06 2014

Não, não é esse o jeito certo, bom, de pedalar.

IMG_20141205_153323.jpg

 

Andar de bicicleta é um modo de se locomover em que o certo, o bom, é estar despreocupado. Um ciclista não é um toureiro desguiando de touros fortes e mortais. Esse é o modo que o prefeito de minha cidade quer que um cidadão ande em sua bike, por que ele nunca andou em uma. Dizem que ele não teve infância, outros dizem que ele faz essas coisa por que nem mãe teve. É o que dizem.

Sair de casa e montar em sua bike não é como ir para guerra. Não devia ser. Pedalar é estar em paz. A música Leaving on a jet plane não devia descrever o sair para uma pedalada, se bem que é linda para se escutar pedalando. Escute aí https://www.youtube.com/watch?v=CpYcpi0HjQw&list=PL313F7C03046655DD&index=3

Existe lugares onde homens e mulheres andam de bicicleta em paz e com o coração cheio de alegria. Dentro de Volta Redonda, não.

Fomos, eu e minha neta Pâmela a uma ... não, eu ia dizer audiência pública, mas foi uma exposição do que o governo municipal decidiu fazer. Lá estavam bons amigos.

IMG_20141203_191345.jpg

 

Foi, sim, um bate boca, por que como é a casa do povo, o povo estava lá e os jovens gritaram para caramba: cadê a audiência pública? não viemos aqui para ouvir o que vão fazer, mas dar opinião sobre o que devia ser feito, o que nós o povo temos necessidade! Levei minha neta para ver como funciona a democracia e ela viu como funciona uma ditadura. Heil Neto.

10409347_738310352906621_2904432585000133581_n.jpg

 

Na reunião o secretário Barenco, respondeu a uma pergunta minha – O governo municipal acredita, sinceramente, que a bicicleta é um veículo que contribui para mobilidade urbana? – dizendo que o governo precisa ver interesse da população pela bicicleta e os volta-redondenses, todo mundo sabe, prefere o automóvel. Somos a cidade do Automóvel, Heil Hitler! Desculpe, me empolguei, ele não falou esta última frase, não. Mas ouvindo ele falar, mansamente, entendia-o gritando como um maníaco.

Devolvi dizendo que na década de 1930, uma urbanista norte-americana disse que se o poder público aumentar a rua de 10 metros, porque está muito cheia de carros, para 20 metros, a via ficará cheia de novo. A facilidade cria o oportunismo, deu espaço o outro ocupa. Então, com este raciocínio, se a prefeitura fizer ciclovias onde criou estacionamento, os motoristas deixarão os carros em casa e os ciclistas invadirão as ruas. Que coisa mais bela!

ciclo.jpg

 

publicado por joseadal às 16:47

mais sobre mim
Dezembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
17
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30
31


pesquisar
 
Tags

todas as tags

blogs SAPO