bikenauta

Agosto 24 2011

Domingo a noite, 21/08/2011, os carros varando a escuridão gelada, voltávamos de um pedal em Valença. Saímos seis de Volta Redonda para pedalar com Nilson nas estradas daquele município. Enquanto o aquecedor espalhava um ar quente pela cabine o amigo João2010 filosofava: "Não sou uma má pessoa mas admiro o companheirismo e a dedicação de nossos colegas". Essa declaração revela uma importante criação humana, o clube de cavaleiros.

Individualmente, tensionados por forças primitivas como o instinto de sobrevivência e a proteção da prole, a pessoa é levada, muitas vezes, a agir fora das regras do bom comportamento. Assim, desde tempos imemoriais, formaram-se grupos de convivência, clubes em que amigos prometiam, seja por escrito, em rituais ou sub-repticiamente, nunca traicionar e sempre ser fiel a amizade de sua turma. Quem não ouviu falar dos cavaleiros da Távola Redonda nos tempos do rei inglês Artur? E assim, como cavaleiros, procedemos quando nos juntamos para pedalar. Foi o que sucedeu neste domingo gelado.

O dia estava sombrio, frio e uma leve garoa umidecia o ar seco desses dias invernais. Mas Marcus levando João Bosco, Edinho com Fabiano66 e nós, o comboio levava, além das bicicletas, um bolo gostoso e pão fresco para um fraterno café da manhã preparado por "dona" Jaqueline, esposa de nosso anfitrião, no belo sítio da família.

 

Depois, as bikes preparadas, rodamos primeiro nas encostas da serra da Concórdia, depois em um trecho pelo asfalto até entrar por uma estrada de chão com boas descidas até Ipiabas. Enquanto aguardávamos a abertura do restaurante fizemos as devidas libações em agradecimento a nossa boa sorte de ter saúde para pedalar e de ter sabedoria para pedalar e ter boa saúde. O frio aumentava com o vento e uma garoa fina. Almoçamos com vontade.

A conversa em volta da mesa abarcava diversos temas, da política da presidenta Dilma aos futuros passeios. Chegou a hora de rodar e tocamos para o Ronco D'água rodeando uma serra para ter uma bela vista das cachoeiras. Então, como quem sobe tem de descer o contrário também é verdadeiro, e tocamos a subir e subir de volta.

 

Chegamos ao ponto de onde partimos, estávamos enregelados e ansiosos para experimentar um outro programa preparado pelo dono do sítio, andar a cavalo e de charrete. Por conseguinte deixamos nossas enciumadas magrelas nos esperando e a passo e a galope rodeamos o bairro de São Francisco lá pelos altos. Depois de um lanche gostoso, aquecidos pela casa e pela amizade, nos despedimos e com as bikes nos carros voltamos para nossas casas estimulados por mais este encontro da confraria dos cavaleiros ciclistas. (Fotos de Edinho, João Bosco e Fabiano66)

        

publicado por joseadal às 00:01

Mesmo com o frio, não dá pra perder um passeio
com esta galera. É sempre muito bom!
João Bosco a 24 de Agosto de 2011 às 00:51

Apesar de sempre existir divergências( principalmente na política) gostamos de cavalgar juntos, quer dizer, pedalar juntos. São boas pessoas com bons princípios!
Fabiano a 24 de Agosto de 2011 às 01:25

Boas amizades não podem nunca ser desperdiçadas. Vale a pena qualquer sacrifício (ou melhor, todo prazer --> afinal pedalar é um prazer) para estar ao lado de pessoas agradáveis e bons amigos. O ser humano é um ser extremamente social. Precisa de amigos para viver bem. E assim é com este grupo bacana.
vanice a 26 de Agosto de 2011 às 13:54

mais sobre mim
Agosto 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
25
26
27

28
29
30
31


pesquisar
 
Tags

todas as tags

blogs SAPO