bikenauta

Dezembro 19 2011

Quando fiz a Volta dos 200 km este ano, é tanta estrada para
pedalar que por longos minutos a gente está sozinho. Nestes momentos o ciclista
tem como companhia ele mesmo e o mundo que se formou a sua volta e que tem
tanto parentesco com ele. Só e afastado das multidões e da mídia que bombardeia
sua mente o tempo todo, ele, montado em sua bike tem ocasião de refletir,
meditar e pensar. No segundo dia da Volta, no trecho plano entre Liberdade e
Bom Jardim decidi pensar no porquê da visão contraditória da Bíblia e da Filosofia
sobre a serpente. [esta foto de Zé pedalando é meramente ilustrativa, aqui ele está na estrada Pinheiral-Vargem Alegre;

mas com certeza está entregue a muitos pensamentos e incorporado pelo Zé Pensador] 

Tinha pensado nessa contradição das culturas acerca da serpente vendo, em casa, a novela Fina Estampa

na qual um casal sem filhos vive um romance sem fim e tão intenso que a irmã dele chega a dizer: isto não é normal.

Vivem num paraíso. Um dia, por acaso, encontram uma doutora em fertilização e a vida deles muda, surge um desejo e
entra em cena a dissimulação e o engano. Lembra a passagem da Bíblia sobre Adão, Eva e a serpente.

Nas escrituras a cobra é sempre símbolo do mal, de Gênesis ao Apocalipse.

Porém, em todos os livros sagrado e na mitologia de todos os povos ela é associada à sagacidade e a compreensão.

O logotipo de diversos estudos - dos fármacos, os remédios, à contabilidade -

é o caduceu, duas serpentes entrelaçadas em um bastão e ascendendo em sabedoria.

Este símbolo que aparece nas inscrições egípcias acompanhava o ser humano desde seu surgimento na Terra e representa a
elevação do ser humano. Na foto o sagaz deus Thot, o chaca,l abençoa um faraó enquanto segura dois caduceus, poder dado a ele por Zeus.

Por que esta diferença entre a cultura judaica-cristã transmitida pela Bíblia e as outras?

É muito bom se ter tempo, silêncio e nenhuma distração para pensar, refletir e compreender as
coisas - o que aliás é representado pelo caduceu - e se consegue isto
pedalando, mesmo num grupo, mas meio afastado dos outros. [continua na próxima postagem]

publicado por joseadal às 13:01
Tags:

mais sobre mim
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
21
23
24

25
26
28
29
30


pesquisar
 
Tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO