bikenauta

Dezembro 31 2011

Sonho é uma sopa mágica

feita com ingredientes diversos.
Um bom sonho deve ter um quarto de realidade

e outro tanto de fantasia fabulosa,
uma colher bem cheia de ansiedade

e uma pequena de desejo integral,

pitadas de lembranças do consciente

e de terrores e pavores do inconsciente.

Use fermento de revelações espirituais,

mas não esqueça da doce esperança.

Finalmente, intuições e premonições à gosto.

Leve à cama e espere para ver tudo se tornar um caldo fantástico.

 

Neste sábado, última dia de 2011, quatro ciclistas saíram pedalando
e se realizou o sonho de todo ciclista. Por quase 100 km, sob um céu sem sol
forte e até com uma aragem gelada de maio, fomos transportados e vivemos o
sonho de tantos que andam de bicicleta. O visual pode ter ajudado nesta saída
da realidade, mas o fato é que fizemos todo o trajeto só com descidas. Pedalamos
sempre para o sul e cada curva mostrava uma ladeira mais convidativa. Dobramos
para leste e entre as árvores de restos da Mata Atlântica nos despenhamos como
doidos. Tornamos a virar para o sul e a descidona parecia não acabar mais.
Depois de uma bebida refrescante viramos para oeste, quem sabe o sonho acabava
e começávamos a subir? Que nada, o máximo que tivemos pela frente foi uma
estradona plana.

Em um lugar que uma ponte velha conduzia inevitavelmente para
uma subida, o que encontramos? O sonho criou uma ponte que suavizava todo o
caminho. Como era um circuito faltava virarmos à direita, no sentido norte. Não
havia escapatória, sempre teve um aclive forte bem ali, mas estávamos numa conversa
animada sobre a ida à Mangaratiba e quando demos pela coisa corríamos por uma
senda completamente plana.

Bem, lá estava a Dutra e o hospital regional quase pronto.
Em fim voltamos a realidade, Mas sonho ou não saimos do Roma descendo e
chegamos a Vila Rica com as bikes correndo sozinhas. Todos os quatro - João
Bosco, Edinho, Fabiano66 e eu - confessaram que estávamos bem cansados. Sonhar
é assim, nos deixa esgotados. E assim foi, depois de centenas de pedais durante
todo o ano, o nosso pedal do reveillon, o sonho de todo ciclista, foi uma trilha só
com descidas.

Feliz ano de 2012 para todos e que tudo seja um sonho onde tudo
se realizará, pois afinal, para baixo todo santo ajuda.

publicado por joseadal às 22:00

mais sobre mim
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
21
23
24

25
26
28
29
30


pesquisar
 
Tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO