bikenauta

Abril 14 2012

Um ciclista [tudo o que disser aqui é sobre o homem e a mulher, por isto vou misturar os gêneros] é uma desportista, mas por ser "do pedal" ou por ser um destes, ele desenvolve um forte apego ao planeta no qual faz o seu play. É impensável vê-la jogando displicente um plástico na trilha. Tem cara que bufando numa subida ainda desvia a bike só para não passar por cima de uma formiga trabalhadeira! Por estar praticando um vigoroso execício ela não pode parar para catar latinhas e pets deixadas por fdp que foram adotados pela mãe Terra e a tratam como fazem com suas progenitoras que nem prostitutas são. E não é para se cuidar com carinho desta mãezona que vai nos receber bem em seu seio e nos transformar em parte dela?!

Os políticos corruptos e egoístas, mesmo contra seus próprios interesses imediatistas, aprovaram o novo código florestal. Vamos assistir boas mudanças de cima de nossos selins. Quando atravessar um riacho levantando água com seus pneus - como na trilha do Cafarnaum para quem pedala no sul do estado do Rio de Janeiro - a ciclista vai ver uma bela e estreita mata ciliar envolvendo o córrego. Igual a uma colega de corpo firme mas que não tem muitos cílios e que numa festa encontramos com os olhos mais belos, irreconhecíveis e piscando languidamente, cercados por pestanas longas e recurvas que a tornam mais linda, o pequeno curso d'água parecerá mais belo e o vau que usamos para atravessá-lo terá então um portal cujos batentes serão belas árvores vivas.

Daqui há alguns anos quando um ciclista como eu, ainda mais idoso pelo correr dos anos, passar por caminhos como os do município de Pinheiral, aqui no sulfluminense, em que o barro foi exposto por loucos desmatamentos e vemos as voçorocas, como guelas vermelhas, se abrindo e corroendo as escostas, vai ver matas cobrindo os cocurutos dos morros. Carecas, como eu, ficarão com inveja das colinas, mares de morros, que diferentes de nós ostentarão bastas melenas verdes com palmeiras juréias abraçadas a cedros, monjolos e imbaubas de folhas furtacores.

Duas sugestões: vamos ler o novo código florestal quando for publicado e descobrir o telefone do Ibama em nossa região, denunciando quaisquer agressões a nossa mãe Terra que vermos passando em nossas "magrelas". Vamos denunciar esses maus filhos, mesmo sendo nossos irmãos, progênies e desafetos desta mesma mãezona.         

publicado por joseadal às 01:25

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13

15
17
18
20
21

22
24
26
27
28

29
30


pesquisar
 
Tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO