bikenauta

Janeiro 23 2013

Num tempo que se foi há muito minha mãe me repreendia ao mudar tanto de namoradas: toda mulher é igual, meu filho. Idalina mesma sabia muito bem que era melhor do que todas elas.

Hoje, de par firme com minha 'magrela' continuo gostando muito de pedalar por novos caminhos. Aí vem você, igualzinho a minha mãe e diz:

- Zé, todos os caminhos se parecem, são as mesmas curvas com um barranco ao lado, ou uma estradinha acompanhando um riacho serpenteante, e as mesmas subidas que matam a gente.

Ledo engano. Uma nova trilha enche o peito da gente de alegria e, por que não dizer, tesão. É por essas e outras que vamos até São José do Barreiro passando por Floriano, Quatis, quase chegando ao centro de Resende e subindo à esquerda. Esta parte será inédita para quase todos, quase uma virgem. E então, chegamos a bela cidade duas vezes centenária.

Depois do almoço voltamos por Arapeí e Rialto. Vai ser um mulherzão, ops, uma trilha fantástica.

publicado por joseadal às 11:02

mais sobre mim
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
16
17
18
19

21
22
24
25
26

27
28
30
31


pesquisar
 
Tags

todas as tags

blogs SAPO