bikenauta

Dezembro 16 2013

“Entrou numa porta saiu pela outra, quem quiser que conte outra”. Eu e minhas irmãs já estávamos quase dormindo quando nossa mãe terminava o conto da carochinha com esse refrão. Que tempo bom!

                                                                                                               Mas neste domingo fizemos um passeio de bicicleta bem desse jeitinho: fomos por um caminho e voltamos pelo outro. Foi uma volta para distrair, o ponto mais distante era uma velha estação ferroviária do município da Barra Mansa chamado Glicério.                                                 


A parte ruim era atravessar dois centros urbanos lotados de carros. Mas quando acabou o asfalto e começou a estrada de chão, em Vargem Alegre, o coração dos quatro ciclistas se aquietou e curtimos a beleza da natureza.


O passeio teve muito a ver com trens, túneis e trilhos. Algumas subidas serviram para exigir do corpo tão cercado dos confortos da cidade, um momento de persistente vontade.

Numa descida vertiginosa, já na volta, desviando-se de um cavalo, bem a minha frente, o amigo Agnelo usou pela primeira vez seu capacete que salvou sua preciosa cabeça mas, coitado, rachou. Aqui, saindo pela outra porta o colega Bispo sopra o braço machucado do amigo.

Quem quiser que conte outra.

publicado por joseadal às 22:24

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

30
31


pesquisar
 
Tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO