bikenauta

Janeiro 25 2011

A noite e o pedal noturno não terminavam. Os 120 km e as 10 horas pareciam se esticar. Amparo ficou para trás no escuro. A lua não nos abandonava, ficou com a gente o tempo todo. Na chegada de Santa Cruz, naquela curva que à noite nos recebe com os primeiros postes de luz acesos para nos guiar, desta vez o Sol, o guerreiro que espanta a noite, se apresentou majestoso. A lua se afastou para ele chegar glorioso, empalideceu e nos deixou. Num momento nos transformamos de anjos negros voadores em meros ciclistas cansados e com sono. A padaria abriu sua porta para nós com pão cheiroso e café forte. Acabou o passeio noturno.

publicado por joseadal às 20:09

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22

23
24
26
27
28
29



pesquisar
 
Tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO