bikenauta

Maio 10 2014

Quando, deixando o asfalto, embicamos nossas bikes pela estrada de chão e começamos a subir de Lavras para Carrancas, nossos olhos libertos dos entraves dos morros, viram um paredão de pedra. (observe bem à esquerda, vindo lá de longe, dos lados de Ribeirão Vermelho)

Rodamos e rodamos, passamos por Itumirim e continuamos subindo, e lá estava a muralha granítica. Sabe quando você se sente observado e volte e meia relanceia o olhar para ver quem é? Assim, sentíamos em relação a serra que como um longo muro não conseguíamos deixar para trás. Pelo caminho há muros feito de pedras chatas, resultado da utilização da rocha que se formou em camadas.

Pensava comigo: como foi feita aquela megasequencia? Procurei ajuda dos estudiosos de geologia e encontrei um trabalho do Serviço de Geologia: http://www.cprm.gov.br/publique/media/rel_nepomuceno.pdf

Se for olhar vai ver que está escrito em grego, quer dizer, está escrito com termos geológicos que nada significam para um leigo. Na p. 4, por exemplo, diz: Grupo Carrancas (1000-541 Ma. Toniano-Neoproterozóico III) – unidade quartzítica (NPcq) quartzitos; filito, metaconglomerado. Traduzindo: aquela serra faz parte de um setor chamado Grupo Carrancas. Foi formada entre um bilhão de anos e quinhentos e quarenta milhões de anos, por sucessivas deposições de areia e outros materiais que desceram de altas montanhas que existiam naqueles tempos titânicos. Na p. 9 aquele paredão é chamado de Sequência Deposicional Carrancas, por que durante 500 milhões de anos a erosão das montanhas que não mais existem...

- Se não, a gente subia elas com as bikes, né não Zé?

Como ia dizendo, os sedimentos foram se depositando uns sobre outros formando um bolo com muitas camadas que sob o próprio peso – pressão gera calor – mudou o material tornando-o uma rocha sedimentar com predominância quartizítica, quartzo, a areia que parece vidro ralado. (lá está ela, a muralha, contínua e incansável, neste trecho o caminho vira à direita em direção a ela)

Então, como é que se formou o paredão de pedra feita de material reciclado? Nos últimos quatrocentos milhões de anos um antigo chapadão foi sendo corroído pelo vento e pela chuva, pelo calor do sol e pelo frio do inverno. O solo mais frágil foi sendo levado e a velha rocha feita de reciclados ficou de pé. É ela, um metaconglomerado, que nos acompanhou durante todo pedal. Ah sim, numa parte mais alta do caminho acabamos passando por um intervalo da serra, mas não ficamos livres. Lá no final do Desafio Lavras-Carrancas, estava outro pedaço dela.

Nos desafiou sem piedade: ainda te restou alguma força nas pernas? Então me vença.  

publicado por joseadal às 00:54

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16
17

18
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30
31


pesquisar
 
Tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO