bikenauta

Março 21 2015

Mil anos a.C, quando Salomão reinava em Jerusalém, aqui no Brasil homens ainda na Idade da Pedra deixaram marcas nas paredes de pedra de um monte. Fui lá ver.

MorroStoAntônio (47).JPG

Saltei do ônibus em Andrelândia, Minas Gerais, tirei a bike do bagageiro e rodei. Não demorei muito avistei uma cadeia de morros com mais de 1.300m de altura.

MorroStoAntônio (9).JPG

 Enquanto avançava pude perceber porque aqueles homens escolheram a serra de Santo Antônio para fazer suas pinturas rupestres. Enquanto os outros são cobertos do verde do capinzal e das ralas matas, o morro tem uma frente de granito e parece um rei-guerreiro todo coberto de armadura.

MorroStoAntônio (14).JPG

O site do Parque Arqueológico avisa que o último quilômetro é muito íngreme. E é mesmo, subi empurrando a bike. O morro avultava quanto mais me acercava dele.

MorroStoAntônio (11).JPG

À entrada o pequeno museu estava fechado, não havia ninguém para me informar.

MorroStoAntônio (18).JPG

Mas caminhando pela trilha bem aberta encontrei as placas com as indicações recortadas no ferro. Não tinha como errar o caminho.

MorroStoAntônio (24).JPG

 Quase sob o enorme rochedo o chão tem blocos de pedras que formam grutas pequenas.

MorroStoAntônio (27).JPG

 A subida para o paredão ficou mais íngreme e um cabo de aço ajuda a subida, tanto dando apoio como servindo para nos içarmos melhor.

MorroStoAntônio (30).JPG

Então, sob a parede de granito, aparece uma passarela que permite apreciar com vagar as apagadas figuras que representam o imaginário daqueles irmãos do passado.

MorroStoAntônio (36).JPG

Um desenho que parece uma espinha de peixe feita com precisão de ângulos, o que significa?

MorroStoAntônio (40).JPG

Figuras geométricas – como o quadrado com um circulo dentro – talvez seja um pedido para que Tupã, ou que nome tivesse seu deus, protegesse um bem precioso, como a família.

MorroStoAntônio (38).JPG

Triângulos arrumados e enfileirados parecem bandeirinhas pintadas por um Alfredo Volpi do distante passado.

MorroStoAntônio (39).JPG

 Estava só e o paredão tem muitas casas de marimbondo e as mangangabas fazem toca nos buracos, então o zumbido dos insetos me deixava inquieto. Já pensou ser atacado ali, longe da cidade e de casas, por um enxame de marimbondos? Deixei aquela exposição perene ao ar-livre e desci.

MorroStoAntônio (35).JPG

Peguei a bicicleta na entrada e pedalei voando pela descida forte. Porém, uma trovoada longe me fez levantar os olhos e ver a cortina de chuva que se aproximava.

IMG_0805.JPG

Adeus meus irmãos, artistas de um tempo tão longínquo.    

publicado por joseadal às 23:31

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar
 
Tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO