bikenauta

Maio 25 2014

Hoje foi dia de Audax em Volta Redonda, cheguei a ver a largada, mas não participei. Pedalei, pois não posso perder minha pedalada semanal, mas enquanto os amigos corriam por 200 km fiz um pedal incrível de 40 km.

Foi o dia de apresentar a beleza do mountain bike para Trindade Igrejas.

Por vários motivos essa volta pela trilha do Peixe e Amparo foi especial. Minha amiga já não é uma menina, mas crê firmemente que sempre se pode começar uma nova atividade. E queria provar a si mesma que podia fazer um longo pedal. Rodrigo nos acompanhou por um bom pedaço do caminho.

Além disso, meu prazer de acompanha-la foi grande porque ela sonhava em fazer um bom trajeto de bike desde que era garota, no Conforto.Conta que então, andava na bicicleta de seu pai. Com o quadro “batendo no sovaco” enfiava a perninha para o outro lado e saia pedalando folgada no meio de transporte do seu Sebastião. E assistir o prazer de outra pessoa em andar por caminhos da roça é muito bom.

Ela não tem uma vida sedentária, como professora de Odontologia. Há anos faz caminhadas com velhos conhecidos meus. Então, com que admiração vi a iniciante subir e descer caminhos – bem verdade que algumas vezes empurrando – mas sem esmorecer.

Num passeio - diferente do Audax que nem tempo de tirar foto a gente tem - tem-se oportunidade conhecer lugares bonitos e até parar para fotografar.

Perguntei se depois do passeio de hoje chega de bicicleta. Ela disse que muito pelo contrário, agora vai buscar oportunidades de “sentir o vento no rosto” de cima de sua bike.

publicado por joseadal às 22:11

mais sobre mim
Abril 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


pesquisar
 
Tags

todas as tags

blogs SAPO